Preco de Cartão de Crédito em Salmourão SP é na CardPress!

Home / Cartão de Crédito / Preco de Cartão de Crédito em Salmourão SP

 

Banner Crachá de Identificação - CardPress

O crachá de identificação gera mais valor para sua empresa, aumenta a segurança do ambiente e promove interação entre seus colaboradores e clientes, além da possibilidade de marcação de ponto eletrônico através das tecnologias disponíveis como código de barras, tarja magnética, aproximação (mifare, RFID...)


Quer uma estimativa de quanto custará seu projeto de cartões PVC?

 

Veja as ofertas que temos de Preco de Cartão de Crédito em Salmourão SP:

 

Você pode nos enviar pedidos conforme a sua necessidade, não é obrigatório enviar a quantidade total para produção.

Como comprar crachás em PVC

Como comprar crachás


Preencha os campos abaixo, e ligamos pra você:

 

Produtos relacionados

Preco de Cartão de Crédito em Salmourão SP. Impressão instantânea, confira!.



Estados atendidos pela CardPress



Notícias da última hora:

    • 24 Apr 2019 20:12
      Projeto 'SC Que Dá Certo' abre inscrições de cases para a quarta temporada
    • 24 Apr 2019 20:11
      Prefeitura de Natal executa amplo programa de recuperação e melhoria de equipamentos esportivos
    • 24 Apr 2019 20:10
      Três empresários são presos em operação suspeitos de tentativa de fraude a licitação em Costa Marques, RO
      Três empresários do município de Costa Marques foram presos pela Polícia Civil investigados por fraude. Prefeitura do município ainda não se manifestou sobre o assunto. Três empresários foram presos pela polícia na manhã de segunda-feira (22), suspeitos de tentativa de fraude a licitações em Costa Marques (RO), município distante aproximadamente 710 quilômetros de Porto Velho. As informações foram divulgadas pela polícia na manhã desta quarta-feira (24). De acordo com o delegado Reinaldo Reis, três empresários do município foram presos durante a operação e vários documentos foram apreendidos na sede da Prefeitura. ?Apreendemos também celulares dos acusados e flagranteamos três empresários suspeitos de combinarem valores para fraudar o caráter competitivo da licitação. Um dos empresários já havia sido preso anteriormente por crime contra a administração municipal?, destacou o delegado. A combinação entre os licitantes era para beneficiar os suspeitos de contratos que chegavam ao valor total de R$ 2,3 milhões. Os detidos foram autuados pelo crime de fraudar o caráter competitivo da licitação e estabelecido fiança no valor de R$ 10 mil para dois dos empresários e 15 mil para empresário reincidente no fato. Os empresários pagaram fiança e deixaram o presídio na manhã desta terça-feira (24). Por telefone, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Costa Marques disse que ainda está semana irá se pronunciar sobre o assunto.
    • 24 Apr 2019 20:09
      Procon Itinerante leva palestras sobre direito do consumidor a cidades do Norte de Minas
    • 24 Apr 2019 20:09
      Com baixa de 9.636 postos de trabalho, AL é o estado que mais demitiu em março de 2019
    • 24 Apr 2019 20:09
      Vereador pró-impeachment de Crivella recua após partido fazer aliança e ameaçar expulsão: 'Nunca traí nada'
      Marcelino D'Almeida falou pela 1ª vez depois da união do PP com o prefeito: 'Vou seguir o que o partido propuser'. Sigla ganhou duas secretarias e prometeu expulsar os rebeldes. O vereador Marcelino D'Almeida (PP), um dos que votou pela abertura do processo de impeachment do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, se pronunciou pela primeira vez desde que o seu partido, o PP, ganhou duas secretarias e prometeu expulsar os parlamentares rebeldes. Nesta quarta-feira (24), no microfone da Câmara do Rio, ele recuou do voto dado há quase um mês. ?A gente não pode manter o erro sempre. Falei com Francisco Dornelles (presidente nacional do partido) Nunca traí nada. Jamais posso lhe trair. Quero o respeito do Dornelles. Passo a dizer que vou seguir o que o partido propuser", disse. O PP passou a integrar a base aliada de Crivella dois dias depois da abertura do processo de impeachment. Duas pastas que haviam sido extintas foram recriadas e dadas a quadros da sigla: Marcelo Queiroz no Meio Ambiente e Paulo Jobim no Turismo. Na ocasião, Crivella definiu a aliança como um "ato divino". Presidente municipal do partido, Dionísio Lins ameaçou quem desobedecesse a decisão de apoiar o prefeito. "Não é republicano tentar tirar um mandato no tapetão e isso o Dornelles (presidente nacional do PP) não aceitará de forma nenhuma. O impeachment não está na nossa pauta, mas a nossa bancada estará ao lado do prefeito. (Marcelino D'Almeida) Votou (pela abertura do processo de impeachment), mas nós estamos chamando. Eu como presidente do partido municipal estou chamando ele para colocar: a partir de hoje o partido está no governo. Ele não pode votar a favor de impeachment sob pena de afastá-lo".
    • 24 Apr 2019 20:08
      Maranhão poderá ter mais um bem reconhecido como Patrimônio Cultural
    • 24 Apr 2019 20:05
      Operação prende 18 suspeitos de homicídios, roubos e violência doméstica em RR
    • 24 Apr 2019 20:05
      Bloqueio em trecho da D. Pedro I vai aumentar tempo de viagem em 8 linhas de ônibus, diz EMTU
    • 24 Apr 2019 20:04
      Moradores ficam grudados em fio solto e levam choque em Mongaguá, SP
    • 24 Apr 2019 20:03
      Pedestre é atropelado por picape ao tentar atravessar rodovia em Adamantina
      Homem, de 64 anos, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado à Santa Casa, onde permaneceu internado em estado grave. Um pedestre, de 64 anos, foi atropelado na manhã desta quarta-feira (24) na via de acesso entre a SPA-593 e a Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), em Adamantina. De acordo com as informações da Polícia Militar Rodoviária, o condutor de uma picape transitava no sentido Centro?trevo principal, quando foi surpreendido pelo idoso, que tentava cruzar a rodovia a pé e acabou atropelado. Segundo a polícia, a vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada à Santa Casa de Adamantina, onde permaneceu internada em estado grave. O condutor do veículo não se machucou.
    • 24 Apr 2019 20:02
      Mulher de Mogi denuncia à polícia golpe do conserto do carro
      Vítima disse que parou veículo e logo depois motorista chegou, oferecendo ajuda. Uma mulher de Mogi das Cruzes denunciou à polícia nesta terça-feira (23) um golpe do conserto do carro. Segundo a vítima, dois homens prestaram socorro a ela e, por isso, receberam R$ 1 mil. O caso foi registrado como estelionato no 1º Distrito Policial. A mulher de 68 anos contou que na terça-feira (22), por volta das 15h40, dirigia seu carro e ouviu um barulho. Ela foi até a Rua Casemiro Telles de Freitas, no bairro Nova Mogilar, onde estacionou. Segundo a mulher, logo em seguida parou um carro atrás dela. O motorista desceu e ofereceu ajuda. A mulher relatou que ele disse que o motor do carro dela estava vazando óleo e pediu que ela abrisse o capô. Quando abriu tinha muita fumaça no motor. Ela disse que o desconhecido afirmou que uma peça do motor estava quebrada e perguntou se o carro estava na garantia, pois ela precisaria ser trocada. A mulher informou que o homem ligou para a concessionária da marca do carro dela. E logo depois chegou um outro homem que se identificou como mecânico. A vítima disse que o suposto mecânico simulou um conserto. Depois, ela e os homens foram até uma agência bancária no shopping de Mogi. Lá a vítima sacou R$ 1 mil, e entregou ao desconhecido que a socorreu. O caso foi registrado como estelionato.
    • 24 Apr 2019 20:00
      Postos do Sine ofertam 30 vagas de emprego nesta quinta-feira em Manaus
    • 24 Apr 2019 19:59
      Serra é o município que mais abriu empregos no ES no primeiro trimestre de 2019
    • 24 Apr 2019 19:59
      Cantor Rodriguinho chega a Belém com mais uma edição do projeto 'O Legado'
    • 24 Apr 2019 19:58
      Erva-baleeira age como anti-inflamatório e relaxante muscular
    • 24 Apr 2019 19:58
      VÍDEOS: Jornal Tapajós 1ª Edição de quarta-feira, 24 de abril
    • 24 Apr 2019 19:57
      Pink no Rock in Rio: Ingressos para estreia da cantora americana no Brasil estão esgotados
    • 24 Apr 2019 19:56
      Fachin arquiva quinto inquérito que investiga Renan Calheiros na Lava Jato
    • 24 Apr 2019 19:56
      Maior produtora de porcos da China entra no vermelho após surto de peste suína
      Por outro lado, líder em frangos anunciou lucro 36 vezes maior, demostrando a mudança drástica no mercado. A maior produtora de porcos e aves da China, Wen's Foodstuff, afirmou nesta quarta-feira (24) que registrou um prejuízo de 460,5 milhões de iuanes (US$ 68,6 milhões) no 1º trimestre deste ano. Os ganhos da empresa foram prejudicados por preços baixos, enquanto os gastos aumentaram para a proteção de suas criações, ameaçadas pelo surto da peste suína no país. China deve matar até 200 milhões de porcos A empresa, que produziu 22 milhões de porcos em 2018, divulgou um lucro de 1,4 bilhão de iuanes em igual período do ano passado. Também nesta quarta-feira, a Shandong Yisheng, grande criadora asiática de frangos de corte, apontou que seu lucro no primeiro trimestre cresceu 36 vezes a cifra de um ano antes, a 381,9 milhões de iuanes, diante de aumento dos preços de aves matrizes. Os valores divergentes ressaltam a dramática alteração que ocorre no setor agrícola da China, ameaçado pelo pior surto de uma doença suína que já atingiu o país. À medida que a peste suína africana avançou, no segundo semestre do ano passado, agricultores se apressaram para abater porcos, enquanto outros foram impedidos de mover produção para o mercado, pressionando os preços na maioria das áreas até março deste ano. A demanda por aves, entretanto, cresceu, em resposta às preocupações a respeito dos impactos da doença. A peste suína africana é fatal para porcos, mas inofensiva para humanos. Isso mudou, inclusive a dinâmica do mercado brasileiro, com a China se tornando a principal compradora do frango neste ano, superando a Arábia Saudita.
    • 24 Apr 2019 19:55
      STJ concede liberdade a Sérgio Côrtes, ex-secretário de Saúde na gestão de Sérgio Cabral
    • 24 Apr 2019 19:53
      Pistolas e munições são apreendidas em cela de presídio de Santa Izabel
      Foram apreendidos uma pistola calibre 380, uma pistola calibre ponto 40, cinco carregadores de arma e 68 munições. Armas e munições foram encontradas durante revista nesta quarta-feira (24), no Centro de Recuperação Penitenciário do Pará II (CRPPII), em Santa Izabel, nordeste do estado. Na ação, foram encontradas, na cela 102 do Bloco 1, uma pistola calibre 380, uma pistola calibre ponto 40, cinco carregadores de arma e 68 munições. A Diretoria de Administração Penitenciária da Susipe informa que todos os detentos custodiados na cela onde os objetos ilícitos foram encontrados responderão a Procedimento Disciplinar Penitenciário (PDP).
    • 24 Apr 2019 19:53
      Com mais de 11 mil casos em 2019, Tocantins tem maior incidência de dengue do país
    • 24 Apr 2019 19:52
      VÍDEOS: JAM 1ª edição desta quarta-feira, 24 de abril de 2019
    • 24 Apr 2019 19:52
      Casé aponta como irregular o julgamento do TSE que determinou cassação: 'foi um erro'
    • 24 Apr 2019 19:52
      Começa o cadastramento biométrico em oito municípios paraenses
    • 24 Apr 2019 19:51
      Operação #PC27: nove pessoas são presas em São Carlos, Rio Claro, Analândia e Brotas
    • 24 Apr 2019 19:51
      STJ mantém decisão que autorizou cobrança por despacho de bagagem em aviões
      Regra da Anac tem sido contestada, e Justiça do Ceará autorizou cobrança; Ministério Público recorreu. Pela norma, bagagens com mais de 10 kg devem ser despachadas. A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta quarta-feira (24) manter uma decisão da Justiça do Ceará que autorizou as companhias aéreas a cobrarem por bagagens despachadas pelos clientes. A decisão foi tomada durante a análise de um pedido do Ministério Público Federal, que queria suspender a regras. Desde 1º de junho de 2017 a cobrança é permitida por meio de uma resolução da Agência Nacional de Aviação (Anac). Desde então, a regra tem sido alvo de contestações na Justiça. O texto estabelece gratuidade somente para o transporte de bagagens de mão, levadas dentro do avião, de até 10 quilos. Pela resolução, acima deste peso, as empresas são autorizadas a exigir que a mala seja despachada e a cobrar pelo transporte. Os ministros também fixaram, por maioria, que cabe à 10ª Vara da Justiça Federal do Ceará analisar ações que contestam a resolução da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que permite a cobrança. Preço da passagem aérea após cobrança por bagagem é investigado Entenda o caso Os dispositivos da norma da Anac que fixaram estas regras foram suspensos pela 22ª Vara Cível da Justiça Federal em São Paulo em março de 2017, após pedido do Ministério Público. Na oportunidade, o juízo determinou que passariam a valer as regras que vigoravam antes da resolução da agência. Até então, os passageiros tinham direito a despachar um volume de até 23 kg nos voos nacionais e dois volumes de até 32 kg nos internacionais. O Tribunal Regional Federal da 3ª Região confirmou em duas oportunidades a suspensão da cobrança. A Anac então apresentou ao STJ um recurso, pedindo que o Tribunal fixasse a 10ª Vara da Justiça Federal do Ceará como foro competente para decidir sobre ações que contestam a legalidade da resolução. Segundo órgão, a justiça cearense seria a incumbida de analisar o tema, porque recebeu, ainda em 2016, a primeira contestação à norma editada pela Anac. Dentro deste pedido, a relatora no STJ, ministra Assusete Magalhães, decidiu de forma liminar (provisória) fixar a competência do juízo do Ceará para analisar questões urgentes sobre o caso. Após essa decisão, em abril de 2017, a 10ª Vara da Justiça Federal no Ceará, atendendo a pedido da Anac, permitiu a cobrança pelos despachos da bagagens. O MPF foi ao STJ e pediu para que fosse restaurado o entendimento da Justiça Federal de São Paulo, que suspendia a cobrança, mas teve a ação negada nesta quarta-feira. A Primeira Seção analisa casos relacionados ao direito público. É composta pelos ministros Francisco Falcão, Herman Benjamin, Napoleão Nunes Maia Filho, Og Fernandes, Benedito Gonçalves, Assusete Magalhães, Sérgio Kukina, Regina Helena Costa, Gurgel de Faria e Mauro Campbell Marques, sendo este último o presidente do colegiado.
    • 24 Apr 2019 19:50
      Marido flagrado correndo de cueca é indiciado por feminicídio de mulher grávida em Barbacena
    • 24 Apr 2019 19:49
      Polícia investiga execução de homem enquanto dormia no interior do Acre
    • 24 Apr 2019 19:48
      Câmara do Rio instala CPI para investigar suposto favorecimento em leilões de camarotes do carnaval 2019
    • 24 Apr 2019 19:48
      Clínica de reprodução assistida oferece consulta gratuita a casais em Salvador
      Serão feitos 60 atendimentos de graça, no dia 9 de maio. Ação é em homenagem ao Dia das Mães. Uma clínica especializada em reprodução assistida vai oferecer atendimento gratuito a 60 casais, no dia 9 de maio, em Salvador. A ação faz parte de uma homenagem do estabelecimento ao Dia das Mães, comemorado no dia 12 de maio. Os casais interessados no serviço devem fazer agendamento prévio, a partir da sexta-feira (6), pelo telefone 71 3012-3010. O atendimento começa às 8h. No dia da consulta, os pacientes receberão também aconselhamento reprodutivo. O atendimento será na sede da clínica insemina, que fica na Rua Miguel Calmon, nº 40, Edifício Conde dos Arcos, no bairro do Comércio. É recomendável os pacientes levem exames atuais e compareçam acompanhados dos parceiros. Os pacientes do sexo masculino que forem atendidos poderão agendar, gratuitamente, o exame de espermograma, caso haja a indicação médica. O exame de análise laboratorial do sêmen é a principal maneira de avaliar a capacidade reprodutiva do homem. Infertilidade Segundo especialistas, a infertilidade conjugal é caracterizada pela ausência de gravidez em um casal com vida sexual ativa e que não usa medidas anticonceptivas por um período de um ou mais anos. Cerca de 15 % da população brasileira em idade reprodutiva é afetada pela infertilidade. De acordo com o médico Joaquim Lopes, "a maior parte dos casos de infertilidade pode ser prevenida ou revertida com medidas simples". No entanto, nem todos os casais que enfrentam problemas de fertilidade necessitam recorrer a uma técnica mais complexa de reprodução assistida. Estima-se que apenas um terço dos casais com problemas para ter filhos precisa de técnicas mais complexas para realizar o sonho de ter um bebê. Alguns fatores comportamentais estão associados à infertilidade ou podem retardar a gravidez em indivíduos férteis. ?Há algumas medidas que aumentam a chance de gravidez natural. Manter relações sexuais com frequência regular de duas a três vezes por semana e saber o período fértil são comportamentos que contribuem para uma gestação natural?, disse o médico. Lopes lembra também da importância do sexo seguro para evitar infecções que podem causar infertilidade. Segundo ele, várias são as causas mais comuns que podem levar à infertilidade feminina, dentre elas as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST's), os distúrbios hormonais, obstrução nas trompas, problemas de malformação ou tumores no útero, endometriose, miomas e ovários policísticos. Ainda de acordo com o médico, a varicocele é um dos principais fatores de infertilidade masculina. A baixa produção de espermatozoides pelo testículo, causada por alterações hormonais, a mobilidade dos espermatozoides e a qualidade do sêmen são alguns dos fatores que influenciam na fertilidade do homem. Há também causas genéticas em pacientes que não têm espermatozoides (azoospermia) ou que apresentam uma concentração inferior a cinco milhões de espermatozoides por mililitro de sêmen (oligozoospermia severa). Fatores como o estresse, obesidade, as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST?s), o tabagismo, o consumo de álcool e de drogas, a poluição, uso de alguns medicamentos, problemas da tireoide e a própria ansiedade também podem comprometer a fertilidade, complementa o médico.
    • 24 Apr 2019 19:48
      Motorista é preso após ser flagrado com fuzis, pistolas e droga escondidas em caminhonete, em Guapó
    • 24 Apr 2019 19:47
      Helicóptero da PM cai em Ribeirão das Neves, na Grande BH
      Cinco pessoas que estavam a bordo teriam se ferido, de acordo com as primeiras informações. Aeronave pegou fogo. Um helicóptero da Polícia Militar caiu na tarde desta quarta-feira (24) em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Cinco tripulantes ficaram feridos. Ninguém morreu, segundo a PM. De acordo com as primeiras informações do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu na MG 806, altura do Km 10, na Fazenda Das Lajes, onde funciona um Centro de Treinamento da PM. O helicóptero fazia um treinamento e ocorreu perda de sustentação. Ainda conforme os militares, a aeronave pegou fogo após a queda. Três vítimas foram levadas para um hospital e duas ainda estão no local do acidente. "Não sei bem o que aconteceu. Só sei que a aeronave caiu aqui", disse o soldado que não se identificou.
    • 24 Apr 2019 19:47
      Escola de equitação é condenada a indenizar amansador de cavalos por queda em MG
      Caso aconteceu em abril de 2012 em Varginha; escola foi condenada a pagar R$ 10 mil. Uma escola de equitação foi condenada a indenizar um homem em R$ 10 mil, por danos morais, após uma queda de cavalo durante uma tentativa de domar o animal. A decisão é da 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que reformou parcialmente sentença da Comarca de Varginha. O homem narrou nos autos que no dia 9 de abril de 2012 compareceu a um centro equestre para amansar o cavalo, tendo em vista que, em outras oportunidades, já havia prestado serviço eventual desta natureza à empresa. De acordo o trabalhador, ao montar no cavalo, ele foi jogado ao chão, tomando vários coices e sofrendo fratura exposta na perna direita e no ombro esquerdo. Afirmou que o acidente exigiu várias cirurgias e que se tornou inválido, não possuindo mais condições físicas de trabalho. A vítima sustentou ainda que a escola nunca o procurou para custear despesas decorrentes do acidente e não lhe ofereceu qualquer tipo de ajuda. Na Justiça, sustentou que a escola deveria ser responsabilizada pelo ocorrido e condenada a indenizá-lo por danos morais, materiais e lucros cessantes e a pagar-lhe pensão mensal vitalícia. Em sua defesa, a escola alegou que não ter sido a responsável pelo ocorrido. Afirmou que o homem tinha experiência em domar animais e que teria subestimado o cavalo, mesmo sendo alertado em relação ao equino. A empresa alegou, assim, que a culpa pelo acidente era exclusiva da vítima. Afirmou ainda que, ao contrário do alegado pelo autor da ação, o centro equestre teria ajudado no tratamento médico do trabalhador. Em Primeira Instância, a 2ª Vara Cível da Comarca de Varginha julgou o pedido improcedente. O homem recorreu, reiterando suas alegações, ressaltando que a montaria do animal havia se dado a pedido da escola, que já conhecia o animal. Atividade de risco Ao analisar os autos, o relator, desembargador Luiz Carlos Gomes da Mata, observou que o homem havia sido vítima de acidente enquanto trabalhava para a escola, por isso a responsabilidade dela pelo ocorrido era objetiva. O magistrado ressaltou que o trabalho com animais expõe os trabalhadores a situações de risco acima da média. Destacou que a atividade da escola era de risco, e que a reação inesperada de um animal diante de algum fato corriqueiro ou anormal lhe é inerente, e potencializa a ocorrência de acidentes. O desembargador acrescentou que, nesse contexto, tendo em vista o Código Civil, em seu parágrafo 927, caberia à empresa o dever de reparar o acidente, observando que a escola deveria ter provado que a atividade de doma do animal tinha sido cercada de todas as cautelas necessárias a evitar acidentes. Entre outros pontos, o relator ressaltou ainda que o artigo 936 do Código Civil determina que o dono ou o detentor do animal só poderia afastar sua responsabilidade pela queda provando que ela teria ocorrido por culpa exclusiva da vítima ou força maior, o que não ocorreu. Provas nos autos O relator julgou que cabia à empresa o dever de compensar o trabalhador pelo acidente, fixando a indenização, por danos morais, em R$ 10 mil. O pedido de pensão mensal por invalidez permanente foi negado, pois o magistrado não encontrou nos autos provas de incapacidade laborativa. O magistrado ressaltou que, ao contrário, havia comprovação de que o homem, depois do acidente, continuou a trabalhar para o irmão da proprietária da escola. No que se refere aos lucros cessantes, o relator julgou também não serem devidos, uma vez que o homem não comprovou ter deixado de auferir renda por consequência imediata do acidente. Quanto aos danos materiais, o desembargador também avaliou não serem cabíveis, pois a própria vítima afirmou nos autos que as despesas com tratamento e medicamentos tinham sido arcadas pelo irmão do proprietário da empresa ré, que era seu empregador. Os desembargadores José de Carvalho Barbosa e Newton Teixeira de Carvalho votaram de acordo com o relator. Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas
    • 24 Apr 2019 19:44
      Anelis Assumpção canta suas influências do reggae e afrobeat no Sesc de Bauru
    • 24 Apr 2019 19:44
      Cansados de reclamar, moradores de Rio Claro resolvem tapar os buracos de avenida com cimento
    • 24 Apr 2019 19:44
      Homem é detido com carro de luxo roubado na BR-104, em Caruaru
    • 24 Apr 2019 19:44
      Juiz intima médico que assinou laudo da morte de aluno em aula prática dos bombeiros para depor em Cuiabá
    • 24 Apr 2019 19:42
      Polícia apreende porções de drogas e seis pessoas são detidas durante operação em Pedra Azul